This is a pretty cool, simple and effective initiative.

"It’s a meeting space where folks can gather and exchange home-grown produce, home-made crafts, as well as skills and services."

Reduce your stuff, reuse someone else’s stuff, and recycle stuff into other stuff—because there’s plenty of stuff out there without needing to buy more.

Não perca! Saindo do forno o novo livro  - Aprenda a Programar: a arte de ensinar o computador - de Cesar Brod, aquele que será pra sempre meu ídolo. 

cesarbrod:

Meu novo livro - Aprenda a Programar: a arte de ensinar o computador - está saindo do forno da Novatec Editora! A capa e a página com a dedicatória estão aí nas fotos. Ele é dedicado a todos os meus professores, em especial ao Rocco Lence, meu professor de Física no Colégio Lavoisier, ali no final dos anos 1970. Aliás, quem souber do Rocco Lence, dá um toque pra ele que mandei uma mensagem falando do livro, mas devo estar com um email antigo…

Aproveito para mandar um grande beijo a todas as minhas professoras e professores, tanto no ensino formal quanto na escola da vida. Um beijo especialíssimo para a minha mãe, a dona Ione (que alguns alunos chamavam de Danone), a professora que até hoje tem muita coisa a me ensinar!

Live young! :)

Going back to childhood. So cute and funny!

Browsers’ fight! LOL

Browsers’ fight! LOL

"Joice, filma essa coisa tchê!" Estas foram as palavras do Bício (meu irmão pra quem não conhece e não preciso nem dizer que é gaúcho hehe)!

Depois de termos feito um “pub crawl" (maratona de bares) pelo Temple Bar, passando pelo The Quays, The Morgan (onde minha irmã queria passar a noite!)era hora de tomar um mojito no Capitol Bar. Este um pouco distante (para quem passou o dia desbravando Dublin e à esta altura já estava com o corpo e pés doloridos) do destino final da noite, Fitzsimons. Eis que passa um “rickshaw" que, para quem não conhece, é um meio de transporte estilo bicicleta conforme a figura abaixo.

Resolvemos encarar a aventura! Eu juro que chorei de tanto rir! O mais engraçado eram as risadas da minha irmã e os dizeres do meu irmão! Rachei o bico, que nem diz minha amiga-irmã paulista Thai! :)

Pra você que gostou, tem muito mais aqui:  Rickshaw in Dublin - Part 2 

Ria litros como eu ri!

Depois de muito planejar, decidir datas, destinos, comprar passagens, pedir férias, reservar hotéis, pesquisar roteiros, finalmente o Grande Dia chegou: 25 de setembro de 2013! 

Acordei cedo para ir ao centro comprar adereços para recepcioná-los no aeroporto. Acabei na Carrol’s comprando um óculos de trevos gigantes e uma gravata irlandesa. Comprei também flores para colorir ainda mais meu dia!

À espera deles!

Foi dia também de ir ao salão fazer escova nos cabelos, tudo para estar linda à espera daqueles que mereciam muito mais que isso. Hora de ir no mercado comprar gostosuras para se deliciarem.

O relógio parecia acelerado até então. Ainda tinha que dar uma geral na casa. Mas, como tenho a melhor flatmate do mundo, que acima de tudo é uma amiga e irmã que Dublin me deu, a casa já estava limpinha e perfumada. Obrigada Tha!

Quase 17h e o transfer já estaria chegando para irmos ao aeroporto. Ainda tenho 5 minutos para trocar de roupa, maquiar e partir. Já no caminho do aeroporto, agora que deu tempo, lembro de checar no site do aeroporto de Dublin se o vôo vindo de Lisboa chegará no horário previsto. E vem a surpresa: vôo atrasado em uma hora! Senti que essa uma hora se tornaria numas 10 horas de espera, visto minha ansiedade. E foi o que aconteceu. Chego no terminal 2 do aeroporto e lá fiquei por quase duas horas quase tendo um infarto toda vez que as portas automáticas se abriam com a chegada de inúmeras pessoas. A minha ideia era gravar a chegada deles. Então, imaginem eu parada de pé por cerca de 45 minutos (após ter lido “landed” no painel eletrônico) com aquele mega óculos, flores e o celular na opção câmera à espera do milagre. Todos que chegavam ficavam me olhando, uns inclusive elogiavam meu óculos e diziam que eu não seria reconhecida, hehe! Eu retornava um sorriso amarelo cheio de nervosismo pensando que eles não chegariam nunca, que se perderam, que foram barrados na imigração ou sei lá o quê. Eis que FINALMENTE vejo meus três amores surgirem na mesma porta que abriu infinitas vezes desde que estive ali. O sentimento foi de fraqueza nas pernas misturado com “não estou acreditando” somado àquele nó na garganta que desentalou no primeiro abraço. As lágrimas vieram à tona e eu não queria desgrudar deles nunca mais. Obrigada Senhor, por mais um sonho realizado.

Sabe aquele amigo que sempre te surpreende? Aquele que, independente da distância, sempre vai torcer por ti e estar pronto pra te ajudar? Aquele que fica feliz com a sua felicidade? Aquele que, não importa o tempo que passar, vai estar esperando pelo seu abraço? Obrigada por sua amizade Wennigue! Love you!

Sabe aquele amigo que sempre te surpreende? Aquele que, independente da distância, sempre vai torcer por ti e estar pronto pra te ajudar? Aquele que fica feliz com a sua felicidade? Aquele que, não importa o tempo que passar, vai estar esperando pelo seu abraço? Obrigada por sua amizade Wennigue! Love you!

Oh happy day, Rock!

Don’t stop believin’ 
Hold on to the feelin’ 
Streetlights people

Cause with your hand in my hand
And a pocket full of soul
I can tell you there’s no place we couldn’t go
Just put your hand on the glass
I’ll be tryin’ to pull you through
You just gotta be strong

"The more you give, the more you love."